Sempre informando e unindo a classe óptica brasileira
O paisagismo e seus recursos aplicados ao comércio.

 

 

 

 

 

 

Entre as várias definições de paisagismo, podemos utilizar o conceito de que é uma arte que desperta, com elementos da natureza, os cinco sentidos do ser humano: visão, audição, tato, paladar e olfato.

Trazendo esta essência para o comércio, conseguimos instigar nos clientes variadas sensações, utilizando elementos naturais, provocando as mais variadas reações, despertando curiosidade em uma vitrine ou usando de recursos para entreter o cliente e aumentar a estadia dele dentro do estabelecimento.

A experiência dentro de um estabelecimento contribui muito para a decisão de compra, 85% dos consumidores decidem ou não comprar dentro da loja e propiciar o contato com a natureza e demonstrar o cuidado com essa interação diz muito a respeito de um lojista para o consumidor.

Quem nunca virou o pescoço procurando a origem de um determinado perfume? Ou conseguiu ter uma sensação de paz ao ouvir o barulho de água ou de sinos? Ou se aproximou de algo para tocar e sentir uma textura?

Estamos nos aproximando de uma época mágica, o natal, onde a natureza está produzindo frutos e o consumidor está estimulado a realizar suas compras para presentear seus entes mais queridos.

Algumas dicas de uso de elementos naturais que podem causar encanto no consumidor através dos sentidos agora na época de natal e ajudar a promover as vendas:

 

 

Visão:

A função da vitrine é atrair, comunicar, mostrar e promover vendas. 83% da percepção da vitrine é de apelo visual e nesta época do ano podemos abusar das cores e luzes de natal que remetem à vida, alegria, esperança de renovação. Velas luminárias, piscas são itens que despertam a atenção visual do cliente para a vitrine.

Também vegetações típicas da época como o bico-de-papagaio (Euphorbia pulcherrima), pinheiros de natal, ou mesmo buxinhos iluminadas, chamam a atenção para a vitrine e para a época comemorativa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Audição:

Fontes de água, sino dos ventos são elementos que de forma suave chamam a atenção do cliente para olhar para a loja ao passar e ouvir um som agradável.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tato:

Enfeites com texturas, guirlandas, galhos de árvores, bolas de natal estilizadas podem promover uma maior estadia do cliente no espaço se forem convidativos à interação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Olfato:

Aplicar aromas em arranjos e guirlandas, utilizar de especiarias aromáticas como canela nos enfeites e para lojistas que contam com a luz natural, utilizar vegetações que lembram pinheiros e são aromáticas como alecrim além de trazerem sofisticação e encanto proporciona uma sensação de bem estar sentir um aroma agradável em um estabelecimento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Paladar

Os frutos são nossos presentes naturais, um bowl com frutas secas insinua muito a época natalina e pode se tornar um mimo ao consumidor.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois de responder as perguntas básicas como qual é o meu perfil de consumidor, quais são seus hábitos e preferências, qual a classe social que está inserido, podemos utilizar e infinitos recursos paisagísticos para incrementar o ponto de venda. Não podemos esquecer de respeitar a identidade visual, estilo decorativo e arquitetônico que já existentes no local.

Sempre é tempo de mudar o visual do comércio. Quando uma fachada se mantem estática, a tendência é que o consumidor já habituado com o cenário perca o interesse em interagir com o local.  Por isso a importância de inovações como um convite para interação ou com uma data comemorativa ou com uma nova estação do ano.

E sempre que puder... Utilizar de elementos da natureza em homenagem ao nosso abençoado planeta.

Um feliz natal e um próspero 2019.

 

Adriana Barboza

Filha, mãe, paisagista e apaixonada por natureza

adrianabarboza@gmail.com

www.adrianabarboza.com.br

(11) 94713-8998